11 - Educação Profissional

Triplicar as matrículas da Educação Profissional Técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público.

Mais localidades
Adicionar localidades
Trocando em miúdos
O Plano Nacional de Educação (PNE) estabelece em sua Meta 11 que as matrículas de Educação Profissional Técnica devem ser triplicadas até 2024. O número a ser triplicado é correspondente ao número de matrículas do ano de aprovação do PNE, em vigor desde 2014. O indicador, elaborado pelo Todos Pela Educação, foi calculado a partir do Censo Escolar de 2015, que apresenta o total de matrículas na Educação Profissional.
Em 2015, o número de matrículas nessa etapa do ensino era de aproximadamente 1,79 milhão. De 2010 a 2014, houve um aumento de pouco mais de 500 mil matrículas, ritmo favoráve...
Ver mais

Indicadores auxiliares

Porcentagem de Matrículas na Educação Profissional de nível Médio em relação ao total de matrículas do Ensino Médio
Mais localidades
Adicionar localidades
Trocando em miúdos
Neste indicador, podemos acompanhar a porcentagem de matrículas na Educação Profissional de Nível Médio (Integrada, concomitante e subsequente) em relação ao total de matrículas do Ensino Médio.
Como podemos observar, ao longo dos anos houve um aumento tanto do número de matrículas na Educação Profissional de Nível Médio (em 2014 são 1.741.528 matrículas nesta modalidade) como na porcentagem dessas matrículas em relação ao Ensino Médio.
Para o cálculo deste indicador, consideramos a Educação Profissional do Nível Médio na modalidade integrada.
Ver mais
Mais localidades
Adicionar localidades
Trocando em miúdos
A Meta 11 do Plano Nacional de Educação (PNE), além de estabelecer que as matrículas na Educação Profissional Técnica de nível médio sejam triplicadas até 2024, também busca assegurar a qualidade da oferta e que pelo menos 50% da expansão ocorra no segmento público. A partir do Censo Escolar de 2015, o Todos Pela Educação elaborou este indicador onde é apresentada a porcentagem das matrículas novas na Educação Profissional que são criadas na rede pública, com a finalidade de monitorar o cumprimento da meta até 2024.
Em 2015, não houve aumento de matrículas de Educação Profissional de nív...
Ver mais

Indicadores auxiliares

Novas matrículas de Educação Profissional Técnica na Rede Pública
Mais localidades
Adicionar localidades
Trocando em miúdos
O indicador é calculado considerando como ponto de partida as matrículas da Educação Profissional de nível médio nas modalidades integrada, concomitante e subsequente na rede pública, em 2012. Assim, a série do indicador inicia em 2013 e corresponde à expansão no número de matrículas ano a ano, ou seja, a diferença entre o número de matrículas no ano corrente e o ano anterior.
Embora sejam gratuitas para o estudante e, portanto, passíveis de contagem para a meta, as matrículas na rede privada financiadas com recursos públicos por meio de bolsas disponibilizadas através de programas como ...
Ver mais