7.15 Acesso a internet e relação computadores/aluno
voltar


Universalizar, até o quinto ano de vigência deste PNE, o acesso à rede mundial de computadores em banda larga de alta velocidade e triplicar, até o final da década, a relação computador/aluno nas escolas da rede pública de Educação Básica, promovendo a utilização pedagógica das tecnologias da informação e da comunicação.

Dados disponíveis para País, Região, Estado, Munícipio

Este indicador mostra a porcentagem de escolas da Educação Básica que possui acesso à banda larga.

O percentual de estabelecimentos de rede Pública com acesso à banda larga apresentou um grande crescimento de 2008 a 2013, de 17,7% para 40,7%. Porém, ao observar apenas os dados dos últimos dois anos, percebe-se que esse percentual estagnou.

Fonte: MEC/Inep/DEED/Censo Escolar

Elaboração: Todos Pela Educação

Indicadores auxiliares

Dados disponíveis para

O indicador mostra a quantidade de escolas que possuem um local específico com computadores para uso dos alunos, com ou sem acesso à internet. Há desagregações para etapas e redes.

Por esse indicador, pode-se perceber a grande desigualdade que caracteriza o sistema de ensino brasileiro. Mais de 60% das escolas da região Centro-Oeste possuem laboratórios de informática enquanto que na região Norte, esse índice não chega a 30%. No entanto, a diferença entre a rede Pública e a Privada diminuiu bastante nos últimos anos no país. Em 2007, apenas 17% das escolas públicas tinham laboratórios de informática e atualmente esse valor ultrapassa os 40%.

Os dados são coletados do Censo Escolar

Fonte: MEC/Inep/DEED/Censo Escolar

Elaboração: Todos Pela Educação