Estudo "Formação de Professores no Brasil - Diagnóstico, agenda de políticas e estratégias para a mudança"

Todos Pela Educação - Coordenado por Fernando Luiz Abrucio em 2016
Diversos estudos identificam a falta de políticas docentes capazes de formar, atrair e manter em sala de aula os melhores profissionais, mas os caminhos institucionais para conseguir a mudança não são claros. Com o objetivo de contribuir para a definição de ações que levem a essa mudança, o Todos Pela Educação (TPE) idealizou a pesquisa “Formação de Professores no Brasil – Diagnóstico, agenda de políticas e estratégias para a mudança”, coordenada pelo professor Fernando Luiz Abrucio, da Fundação Getúlio Vargas.
Este estudo, que contou com o apoio do Itaú BBA e do Instituto Península, deu origem a essa publicação homônima que lançada pelo TPE, em parceria com a Fundação Santillana e a Editora Moderna.
O estudo contemplou, em primeiro lugar, uma revisão da literatura das pesquisas relativas à pertinência e à suficiência dos programas de formação de professores existentes no Brasil. Esse primeiro passo trouxe elementos para a definição de escopo e para indagar os atores estratégicos numa segunda fase do estudo, na qual se foi a campo para realizar entrevistas em profundidade e grupos focais que permitiram identificar as principais problemáticas e proposições para avançar no terreno das políticas públicas.