Estudo busca novos modos de aprendizagem para a educação integral

Universidade Federal de Juiz de Fora
10/01/2018
O debate sobre a necessidade de aproximar as escolas que não possuem espaços adequados para o programa de educação integral motivou a dissertação de mestrado da acadêmica Deborah Etrusco Tavares. A pesquisa, intitulada “A Educação Integral na Perspectiva da Cidade Educadora: uma possibilidade para ampliação dos espaços de aprendizagem”, foi apresentada no Programa de Pós-graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).
Como coordenadora das ações de educação integral da Superintendência Regional de Ensino de Ouro Preto (SRE), Deborah buscou criar alternativas viáveis às condições das escolas e dos alunos, com a finalidade de oferecer os meios necessários para aprendizagem fora dos parâmetros tradicionais. A acadêmica explica que abordou a utilização dos espaços escolares, intra-escolares e extra-escolares, por meio da experiência dentro da própria instituição de ensino, mas ela espera que o trabalho “se estenda para além da sala de aula e dos muros da escola.”